JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
Portuguese English Italian Spanish

Conheça a Cidade de Pirenópolis no ano de 2018

 Editado em 07/01/2018

Venha para a cidade de Pirenópolis nesse verão.
Localizada entre Brasília e Goiânia a cidadezinha foi tmbada pelo Patrimonio Histórico Nacional  (IPHAN) e é o berço da cultura do Centro Oeste.
Suas atrações são as mais diversas e o visitante tem varias opções de lazer, além de uma gastronomia de nível internacional.

A visita às principais igrejas do centro histórico é uma das atrações culturais que encantam os turistas, juntamente com as ruelas e becos coloniais.
As cachoeiras...ah! Um banho revitalizante para todas as idades. São cerca de oitenta quedas d'água espalhadas por toda a redondeza.

 

Se você estiver planejando uma viagem diferente venha para a charmosa “Piri”, como é gentilmente conhecida. 
As reservas ecológicas, o Parque Estadual dos Pireneus, dentre outros, possibilitam o contato com o relevo do planalto central, com paisagens de tirar o folego. Nos passeios o contato com a natureza do cerrado pode e deve terminar com um banho em uma das mais de 80 cachoeiras de Pirenópolis.

 

 

Temos algumas dicas essenciais para aproveitar ao máximo sua estadia. Ah, e não perca a oportunidade de visitá-la durante a Festa do Divino, que acontece 40 dias após a Páscoa e é uma das celebrações folclóricas mais importantes do país!

 

 

ONDE FICAR: com uma ótima infraestrutura turística, Pirenópolis fica lotada durante os finais de semana, graças à proximidade com Goiânia e Brasília. Na pequena cidade, você encontrará pousadas simples, casas de temporada confortáveis e até hotéis mais sofisticados.

O QUE COMER: não perca a oportunidade de experimentar um pouco da culinária regional. O empadão goiano, a pamonha e a guariroba são bons exemplos. Além desses, as quitandas e doces caseiros, os bolos e biscoitos também valem apena. As maiorias dos restaurantes estão localizados no centro histórico da cidade, se concentram na rua do lazer e lá você irá encontrar os melhores pratos de Goiás.

 

O QUE FAZER:

Cachoeiras de Pirenópolis: a cidade e rodeada por varias reservas ecológicas onde se pode visitar e conhecer as cachoeiras, são tantas e tão diferentes, mas todas merecem ser conhecidas. A maioria cobra uma taxa de visitação que varia de 20,00 a 80,00 reais por pessoa. Os ingressos podem ser adquiridos nas agencias de turismo da cidade ou na portaria das cachoeiras.

Fazenda Babilônia: Tombada como Patrimônio Histórico pelo Iphan, a fazenda, erguida no século 18, era um antigo engenho de cana-de-açúcar que manteve sua arquitetura colonial totalmente preservada e oferece ainda um ótimo café colonial. Não deixe de visitar a Capela de Nossa Senhora da Conceição!

Santuário de Vida Silvestre Vagafogo: criada na década de 90, a reserva particular busca promover o ecoturismo e a educação ambiental na região. A área conta com trilhas e algumas aventuras radicais, como arvorismo, rapel e tirolesa. Além de possuir uma biblioteca e alguns quiosques para os visitantes fazerem refeições.

 

Parque Estadual dos Pirineus: com três mil hectares, o parque conta com alguns pontos de visitação imperdíveis, como o Mirante do Ventilador, o Pico dos Pirineus, as cachoeiras da Garganta e do Coqueiro e algumas piscinas naturais.

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário: considerada a igreja mais antiga do estado, Nossa Senhora do Rosário foi restaurada, após ter passado por um incêndio que destruiu boa parte das pinturas do altar. Vale a pena fazer uma visita!

Igreja do Nosso Senhor do Bonfim: construída por escravos, a igreja foi criada para homenagear Senhor do Bonfim. Não é à toa que seu altar conta com uma imagem do santo em tamanho natural, trazida da Bahia.

Passeio pelo Centro Histórico: a cidade de Pirenópolis foi completamente tombada como Patrimônio Histórico Nacional pelo IPHAN. Isso porque a cidade conta com casas coloniais belíssimas e praticamente intactas. Você ficará encantado ao caminhar pelas ruas de paralelepípedo e encontrar construções brancas com um toque de cor, as janelas e portas merecem belas fotos. 

Por: Edson Paranhos