JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
ptenites

Telma Lopes da Babilonia

(28-10-2007)

Oficinas

Telma Lopes ensina a fazer prato à base de mandioca
João Camargo Neto

Proprietária da Fazenda Baliônia, Telma Lopes Machado revelou algumas de suas dicas culinárias aos participantes do Festival Gastronômico e Cultural de Pirenópolis. Em uma cozinha montada na Praça Arte e Gula, ela ministrou duas oficinas. Uma de carne de rendenho – prato feito com uma espécie de tripa suína - e outra de pau a pique, à base de mandioca.
De origem indígena, o pau a pique era levado como merenda pelos tropeiros que viajavam de Goiás a São Paulo. “Eles levavam cerca de seis meses para ir e voltar. Precisavam levar matula”, conta Telma. A fazendeira gosta de relatar a história por meio da comida. Para ela, a gastronomia faz parte da história. E o que não falta a Pirenópolis são história e boa culinária.
“Os escravos não gostavam de comer farinha porque sempre tinham de se alimentar com pressa e engasgavam. Aí, inventaram o pirão. Como tem caldo, dá para comer depressa sem embuchar”, explica. Segundo ela, de 1500 a 1600, a base da alimentação dos brasileiros era a mandioca.

Pau a Pique
Com a participação do público, que a ajudou na hora de enrolar, Telma Lopes Machado ensinou passo a passo a fazer o prato denominado de pau a pique. “A massa da mandioca tem de ser torcida, a fim de retirar o excesso de água”. Depois de tudo preparado, o produto é embrulhado em folha de bananeira.
Telma aconselha a mergulhar a folha de bananeira em água quente para que murche e não rache na hora de assar. “Além de ser embalagem, contribui com o sabor”, destaca. Ela complementa que antigamente pamonha também era embrulhada em folha de bananeira, em vez da palha de milho. “Era mais saborosa, não deixava perder o tempero”, lembra.

Receita
Um prato de massa de mandioca espremida
Dois ovos
Uma xícara de açúcar
Uma pitada de sal
Três colheres bem cheias de manteiga derretida
Uma garrafa pequena de leite de coco
Cem gramas de coco ralado
Uma xícara de queijo ralado
Preparo
Amassar e enrolar na folha de bananeira. Assar em forno quente.


Foto: Angela Motta