JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
ptenites

Cavalhadas 2011

(16-05-2011)

Cavalhadas de 12 a 14 de junho
Show com Pe. Fábio de Melo dia 10 de junho


Como manda a tradição, a alvorada percorre as principais ruas da cidade até chegar à casa do Imperador. No altar, o Imperador Thales José Jaime guarda símbolos como a coroa e o cetro. Com a ajuda de voluntários, é ele quem cuida dos preparativos para receber os foliões. O Imperador que organiza toda a Festa do Divino, ele é a peça principal do evento.

Um dos momentos mais esperados acontece no meio da tarde, com a chegada da tradicional folia (05/06/2011). O desfile, com mais de 500 cavaleiros, reúne diferentes gerações, que por onde passam viram atração para visitantes e moradores.

A tradição foi trazida para o Brasil pelos portugueses. Hoje, a Festa do Divino em Pirenópolis atrai milhares de turistas.

A celebração ganhou o título de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. A festa só termina em 14 de Junho, com as tradicionais Cavalhadas (12 a 14/06/2011).

As Cavalhadas de Pirenópolis é uma encenação ao ar livre da batalha entre os Mouros e os Cristãos.

No século VI, Carlos Magno, um guerreiro cristão, travou uma batalha épica contra os sarracenos, de religião islâmica, pela defesa de um território. "A Batalha de Carlos Magno e os 12 pares da França", como ficou conhecido o conflito, acabou tornando-se um símbolo da resistência e avanços da religião cristã na luta por terras e novos fiéis.

No século XVIII, motivada por novos conflitos religiosos, a rainha Isabel, de Portugal, instituiu uma representação teatral a ser encenada por cavaleiros.

Introduzida no Brasil pelos padres jesuítas com a função de catequizar índios e escravos, a festa das Cavalhadas é uma tradição que, desde 1820, mobiliza e emociona a população de Pirenópolis.

As mobilizações começam uma semana antes da batalha, quando as duas tropas passam de casa em casa, seguidas por uma banda de música, para chamarem os cavaleiros para os ensaios. Comandados por seus Reis (o mais importante componente de cada grupo), as duas frentes de batalha se encontram na casa onde é servida a "Farofada" (um reforçado café da manhã) e, após rezas e danças folclóricas, seguem finalmente para o ensaio.

Outra grande atração da festa são os Mascarados, ou Curucucús, irreconhecíveis com suas roupas coloridas. Representando o povo através de sua espontaneidade, eles brincam com todos não só no Campo das Cavalhadas, mas também pelas ruas e bares da cidade.

As cavalhadas esse ano ocorrerá nos dias 12 a 14 de junho e no dia 10 show com Pe. Fábio de Melo.


Veja a Programação