JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
ptenites
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 630

Festa do Divino Espírito Santo completa cinco anos como patrimônio cultural!

08/05/2015

São quase 30 dias que movimentam a cidade histórica de Pirenópolis (GO), entre novenas, folias, alvoradas, apresentações folclóricas e muitas celebrações. Essa é a Festa do Divino Espírito Santo, que teve a primeira manifestação em 1819 e completa, no próximo dia 13 de maio, cinco anos de registro como patrimônio cultural imaterial. A comemoração é considerada uma das maiores e mais tradicionais do País.

A Festa foi inscrita, em 2010, no Livro de Registro das Celebrações, no qual são incluídos os rituais e festas que marcam a vivência coletiva do trabalho, da religiosidade, do entretenimento e de outras práticas da vida social. Reconhece-se a inclusão, no patrimônio a ser preservado pelo estado, em parceria com a sociedade, dos bens culturais que sejam referências dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira.

O Patrimônio Cultural Imaterial é transmitido de geração a geração, constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função de seu ambiente, de sua interação com a natureza e de sua história, gerando um sentimento de identidade e continuidade, contribuindo para promover o respeito à diversidade cultural e à criatividade humana. É apropriado por indivíduos e grupos sociais como importantes elementos de sua identidade. O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) reconhece os bens por meio de categoria e os registram em livros.

Pentecostes

A celebração é realizada no período de Pentecostes, 50 dias após a Páscoa, e começa com o giro das folias, na zona rural e urbana. Os foliões partem para as visitas levando a bandeira do Divino com o objetivo de recolher donativos, chamar o povo para a festa e levar as bênçãos do Espírito Santo. Os donos das fazendas enfeitam suas casas, preparam o altar e muita comida para receberem a bandeira do Divino e os foliões.

A cada noite, o grupo se reúne para orações, louvores e saudações ao Divino, junto ao anfitrião que os recebe, e em seguida são servidas tachadas de comida gratuitamente a todos os presentes, foliões e comunidade, que vêm de várias partes do município e também de cidades vizinhas para participar dos chamados Pousos de Folia.

Após o giro das folias, inicia-se, na Igreja Nossa Senhora do Rosário, a novena em louvor ao Divino Espírito Santo. Além da oração do terço e celebração da missão, durante todos os dias da novena, a comunidade católica organiza, no Largo da Matriz, a Barraca da Família, um espaço para confraternização da comunidade e onde são comercializadas comidas típicas para levantar fundos para custear ações beneficentes da Igreja. 

Em 2015, a Festa teve início na última sexta-feira, 01 de maio, e se estende até o dia 26 de maio. De 24 a 26, serão realizadas as tradicionais Cavalhadas, que encenam batalha realizada no século VI entre os cristãos e os sarracenos em defesa do sul da França.

Fonte: Ministério da Cultura
Foto: Maria de Fátima Meira