JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
ptenites
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 630

50 mil pessoas passaram pelo Canto 2012

29/12/2012

O Canto da Primavera 2012 atraiu para a cidade de Pirenópolis, onde o festival acontece até hoje, cerca de 50 mil pessoas. A estimativa é do secretário da Secult Goiás, Gilvane Felipe, no balanço que fez do evento à imprensa na manhã de hoje, no Teatro Sebastião Pompeu de Pina. Durante os cinco dias do evento que se encerra na noite de hoje com show do cantor e compositor Milton Nascimento, aconteceram shows de artistas nacionais, regionais, locais, oficinas, workshops, palestras e atividades paralelas como o UnConvention e o Cultura Fora do Eixo.

“O sucesso desta edição se deve muito à mídia espontânea praticada nas redes sociais”, avaliou Gilvane Felipe, contando que não houve nenhum investimento na mídia comercial. De acordo com os números apresentados por ele, 6.200 pessoas curtiram a Fan Page do Canto o que representa audiência de um milhão e meio de pessoas. Dessas, segundo ele, 4.006 pessoas interagiram com compartilhamentos. “O êxito do Canto está no tripé formado pela mídia espontânea; a tradição da marca Canto da Primavera e a programação do Festival”.

Ainda em números, o Secretário contabilizou mais de duzentas pessoas participantes das onze oficinas e cem das Desconferências. Nas Desconferências cinco países e 15 estados brasileiros, contou, estiveram representados. “Este também foi o primeiro ano do Primavera Pub – palco montado debaixo das arquibancadas do Campo das Cavalhadas aberto a vários estilos musicais – e pelo sucesso deve entrar para a programação fixa do Canto”, anunciou.

A Mostra de Cinema Brasil Cantado que também estreou este ano no Canto com exibição de três filmes, todos com temática musical, também se credenciou a permanecer na grade das próximas edições. De acordo com Gilvane Felipe, cerca de 60 expectadores estiveram em cada uma das sessões. “Esse é um número bastante relevante”, comemorou.

Além das comemorações o Secretário reconheceu que algumas alterações devem ser feitas na cidade para receber a avalanche de turistas. “Está não é uma parte da Secretaria, mas em conversa com o secretário de Turismo de Pirenópolis, Sérgio Rady, concluímos que algumas coisas precisam ser "adequadas”. Contou que uma delas ouviu de turistas que é preciso aumentar o número de lixeiras nas ruas.

Outra reivindicação seria quanto a bebida e comida que, de acordo com algumas reclamações anotadas pelo Secretário, faltou em alguns locais comerciais. A reportagem do Goiás Agora também ouviu de turistas a sugestão de que a rede de bares e restaurantes deveria permanecer aberta até a madrugada já que os últimos shows encerram por volta das quatro horas da manhã.