JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение
ptenites

Hoje (sexta 15) Shows movimentam a noite em Pirenópolis

(15-10-2010)

Seis shows prometem movimentar o XI Canto da Primavera hoje, em Pirenópolis.

Distribuídos dois a dois, nos palcos do Cine Pireneus, Teatro Sebastião Pompeu de Pina e Palco do Rosário.

A banda Torre de Jamel abre a noite, às 20 horas, no Cine Pireneus, mostrando uma diversidade de ritmos e estilos, com o melhor da MPB, música de raiz e de vanguarda, jazz e hits eletrônicos. Esta banda desenvolve um trabalho instrumental, buscando novas sonoridades para a música contemporânea brasileira, explorando o improviso e apresentando como resultado “um balaio de sons de vários cantos do mundo”.

Composta por Dênio de Paula (guitarra/violão), Emanuel Mastrella (simplers/violão), Carlos Foca (baixo), Thiago Sestini (percussão) e Verônica Alde (flauta transversal), a Torre de Jamel já se apresentou em diversos palcos goianos e participou de festivais como o Goiânia Noise. A segunda atração no Cine Pireneus é a Banda Triêro, apresentando canções de seus três CDs. O mais recente deles é Trem que cansa é andar na linha, voltado para a região Sudeste, palco do samba. O primeiro disco foi Voz de Todas as Línguas (2006), com acordes de viola caipira, pífanos e percussões. O segundo, Ópera de Uma Vida Seca, saiu em 2008, retratando a saga de uma família nordestina retirante, numa alusão à obra poética Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto. Na estrada desde 2004, a Triêro é integrada por Pedro Verano, Diogo Machado, César Henrique e Anthony Brito.

Às 21h30, no Teatro Sebastião Pompeu de Pina, o goiano Gustavo Veiga apresenta repertório dos CDs Caravana e Menino Metido a Valente, de sua autoria, no segmento MPB. O cantor gravou seu primeiro disco em 1982 e a música de De Dois foi considerada a melhor de Goiás, em votação realizada por um jornal. Participou de festivais e dos projetos Pixinguinha e Pixingão, da Funarte, ao lado de consagrados nomes da MPB.

A atração nacional vem logo em seguida, no mesmo palco. A cantora paulista Mônica Salmaso, acompanhada do Quinteto Pau Brasil traz a química entre a voz precisa de Mônica, a sonoridade jazzística do Quinteto e as canções de Chico Buarque. Chico até convidou Mônica para participar de seu mais recente CD, Carioca, com quem dividiu os vocais em Imagine.

Alice Galvão e Juraíldes da Cruz encerram as apresentações às 22h30, no Palco do Rosário. Alice traz o show Enquanto o tempo passa, tradução da música As times goes by (trilha sonora do filme Casablanca), de Herman Hupfeld. O show remete às influências internacionais absorvidas pela música brasileira desde a década de 60, e também mostra arranjos com músicas do jazz americano, bossa nova, blues, samba e MPB. Atuando desde 1999, a cantora vem acompanhada dos músicos Can Kanbay (guitarra), Fred Valle (bateria), Nonato Mendes (contrabaixo), Richard Mueller (piano) e Rudy Berger (violino).

Já o cantor e compositor Juraíldes da Cruz mostra o repertório do CD Roda Gigante, viabilizado pelo Projeto Pixinguinha (2009) e contemplado no 21º Prêmio de Música Brasileira, na categoria de melhor cantor, pelo voto popular, juntamente com Daniela Mercury. Juraíldes gravou sete discos e o DVD Meninos, lançado neste ano. Conquistou premiações, entre elas o Prêmio Sharp de melhor música regional, com Nóis é Jeca, Mais é Joia. Participou de projetos como o Pixinguinha e o Rumos Musicais, do Banco Itaú, para gravação de DVD representando a região Centro-Oeste. Em junho deste ano iniciou, com Xangai, uma turnê pelo Nordeste, mostrando o CD que gravaram juntos, pela Kuarup, indicado ao Prêmio TIM 2005.

Fonte: Goiás Agora